terça-feira, 20 de janeiro de 2009

Meu Menininho





Amanhã é aniversário do meu "Bebê", aquele caçulinha que tem quase 1,90m, mas que não assusta ninguém: o melhor amigo de todos, o mais bobo, que ri de qualquer besteira, que nos faz rir o tempo todo, que apóia, que escuta todo mundo, aconselha, que está sempre do nosso lado.

Meu irmão é fenomenal. E eu morro de saudades dele, isso já tem tempo, desde que eu sai de casa, do país. Saudade que ficou insuportável depois dos 4 meses que moramos juntos em Buenos Aires, na "casita": 1 quarto, aquele apartamento super pequeno, e nós felizes como nunca. Eu, ele e o Ale, rindo à toa só por comer empanadas e sanduíches de miga juntos. Mas ele tinha que voltar...

Aí eu voltei, mas apoiando 100% a vez dele sair, dele viver esse mundo aí de fora. E cheia de orgulho quando ele diz "só você entende essa alegria de viver aqui junto com esse desespero de ir embora".

Agora ele tá lá, curtindo a vez dele, correndo atrás de qualquer que seja esse sonho dele. E eu aqui, nessa mistura louca de saudade, orgulho, alegria...

Meu Menininho é tudo. Pra muita gente. E mesmo completando 24 anos, até deixando de ser dependente no plano de saúde, ou seja, obrigatoriamente virando adulto, vai ser sempre o bobão que enche o saco de tanto que ri de coisas idiotas.



4 comentários:

Débora disse...

Não q eu seja chorona não, mas me fazer chorar no trabalho é golpe baixo!
O nosso Menininho é tudo, né?
Beijo!

Renato Rosário disse...

Só esqueceu de falar como é ter um irmãozin(zão) baitola... hahahaha!

Será que Binho está queimando muito lá fora?? Queimando as comidas, as comidas, entenda bem... hehehe

Tomara que não esteja precisando do segurança pessoal dele, pois não vou poder viajar não...

Beijos pra você, Mana!

todoyda disse...

Oi Livia, quanto tempo que não comento aqui.
Gostaria de ter uma relação assim com a minha irmã, mas somo espiritualmente diferentes, mas a gente tenta.
bjks
Cristiane

Bruno disse...

Golpe Baixo.
Te Amo