segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Eu ainda não sei esperar...

Outra dia pensei nessa música. tanto tempo que não escuto. Na verdade desde os meus 16 anos tô meio saturada de Legião Urbana. Escutei tanto que dez anos depois ainda estou cansada. Mas nunca tinha reperado nessa letra. Melhor, nunca tinha me identificado, nunca tinha entendido. Hoje, quando eu peguei o táxi no aeroporto depois de mais uma da nossa rotina de despedida, ela fez todo sentido.

Sete cidades

Já me acostumei com a tua voz
Com teu rosto e teu olhar
Me partiram em dois
E procuro agora o que é minha metade

Quando não estás aqui
Sinto falta de mim mesmo
E sinto falta do meu corpo junto ao teu

Meu coração é tão tosco e tão pobre
Não sabe ainda os caminhos do mundo

Quando não estás aqui
Tenho medo de mim mesmo
E sinto falta do teu corpo junto ao meu

Vem depressa pra mim
Que eu não sei esperar
Já fizemos promessas demais
E já me acostumei com a tua voz
Quando estou contigo estou em paz
Quando não estás aqui
Meu espírito se perde, voa longe

2 comentários:

R R disse...

É, Livinha! Eu só larguei a Legião quando tinha uns 25, por aí. Mas já voltei a escutar esporadicamente. Não considero como a crítica mais ácida diz (música para adolescente), pra mim tem letras espetaculares que podem representar momentos distintos da vida de cada um...
E esse seu momento eu sei como é, mas sempre vale a pena pensar: a saudade é a certeza de que você realmente gosta de alguém. Curta o lado bom da saudade!
Beijão!

Túlio disse...

pois é, essa música é foda mesmo.

falem o que falem, Legião tem a melhor trilha sonora para deprê.